O WORLD FAILURISTS CONGRESS surge em Outubro de 2012 com o objectivo de se criar um evento onde a verdade dos casos de sucesso profissional pudesse ser desmistificada e onde os Falhanços, os que ensinam e fazem crescer, pudessem ser celebrados de forma bem-humorada e honesta. Desejava-se dar vida a uma melhor compreensão e vivência com a Falha, com o Falhanços, com o Fracasso e ajudar a aliviar o peso (e terror) que tais acontecimentos invariavelmente têm na vida das pessoas. Bem vividos, são essenciais para os processos de aprendizagem e crescimento, especialmente a nível profissional onde falhar continua a ser altamente penalizado e não aproveitado como elemento de desenvolvimento e evolução.

Foram já realizados 5 eventos em Portugal, passando pelos seus palcos um total de 56 Oradores e dezenas e dezenas de pessoas e instituições que apoiaram a causa, coordenando esforços e contribuições para que tudo acontecesse. Em todos eles, um ambiente descontraído, atento, compreensivo e totalmente aberto à forma mais saudável de se interpretar o que se falha: que falhar, só falha mesmo quem nunca sequer se arrisca a tentar.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

The WORLD FAILURISTS CONGRESS was founded in October of 2012 with the goal of creating an event where the truth about professional success could be demystified and where Failure, the one that makes you learn and grow, could be celebrated in a well humored and honest way. The ultimate goal was to bring life to a better understanding of Failure and to help alleviate the pressure (or terror) that it puts on people’s lives. If well lived, our failures are very important to our learning and growth processes, specially at the professional or career level where failing is still penalized and not seen as an important element for development and evolution.

WFC has been held 5 times in Portugal, with a total of 56 guest speakers and dozens and dozens of people and institutions that supported and contributed to making the events happen. In all of them, a relaxed, understanding, attentive ambience that’s totally open to the healthier way of seeing failure: that you really only fail if you never even try.

Oradores

Programa

 

(First Ever) Oradores

ALBERTA MARQUES FERNANDES - Madrinha e Apresentadora


“O jornalismo entrou-lhe no sangue quando procurava curso superior. O final do curso de Relações Internacionais coincidiu com a abertura das estações televisivas privadas em Portugal e daí a candidatar-se a estagiar em ambas,foi um passo. Acabou por ser selecionada pela SIC por entre 400 candidatos ao lugar. Pelo seu espírito, excelente humor e arrepiante sentido de oportunidade, apresentará o WFC, moderando os Oradores e participantes nas suas ideias e confissões de Falhanço.
É com grande orgulho e vaidade que a temos como Madrinha do WFC. ”

SONIA TELES FERNANDES


“Em finais de 2012 enveredou pela única área que eventualmente lhe podia trazer algum sucesso, o Falhanço. Não tendo nada melhor para fazer, decidiu tentar organizar o primeiro evento sobre Falhanços alguma vez (des)organizado e, segundo consta, está a Falhar que nem ginjas. Dizem que tem mau feitio mas ela nega dizendo que os outros é que não têm sentido de humor.”
www.wfc.pt

CARLOS CARREIRAS


“Carlos Carreiras é presidente da Câmara Municipal de Cascais e do Instituto Francisco Sá Carneiro. Nasceu em Lisboa em 1961, mas não levaria muito tempo até se mudar para Cascais de onde não mais viria a sair. Otimista militante e crente no potencial de Portugal, Carlos Carreiras foi o promotor do vídeo “What the Finns need to Know about Portugal”, um dos maiores sucessos virais de 2011.”
www.cm-cascais.pt

CELSO MARTINHO


“Gosto de tecnologia, internet, comunicações, “messaging”, comunidades, acesso livre à informação, modelos de software livres, OSX para produtividade pessoal, Linux, música(...) andar de moto 4 e paraquedismo (devia escrever dissertação intitulada “Da secretária para o Avião”). Em 1993, fui convidado a integrar o Departamento de Computação da Universidade (de Aveiro). Enquanto lá trabalhei, fui co-fundador do SAPO, o primeiro motor de pesquisa e diretório web Português, com mais cinco amigos...”
www.arrifana.org

SUSANA RODRIGUES


“Regressa de novo a terras de D. Dinis para lecionar as disciplinas de Estratégia Empresarial e de Gestão Estratégica, onde nesta última, fala da importância de aprender com o erro, de preferência com o erro dos outros, que é mais barato e dói menos. É que as quedas, se são nossas, fazem-nos nódoas negras e dificilmente voltaremos a cair pela mesma razão. Caímos é por outras, e assim há sempre oportunidade para o Hirudoid. Em maio de 2010, aceita o desafio de ser diretora da Escola de Artes e Design das Caldas da Rainha, do Inst. Politécnico de Leiria, que é onde está até ao momento.”
www.esad.ipleiria.pt

RICARDO DINIZ


“Navegador solitário, Ricardo Diniz é acima de tudo um empresário preocupado em desenvolver projetos para comunicar Portugal no mundo através do mar. E por acreditar no seu sonho, o navegador rodeia-se das pessoas certas e trabalha incansavelmente para concretizar o que idealiza. E é aqui que não só é preciso saber ouvir um “não”, como também é preciso saber o que fazer com ele.”
www.ricardodiniz.com

FERNANDO ALVIM


“...cedo se percebeu que tinha nascido alguém especial quando, ao entregarem-no aos seus progenitores, os médicos disseram em tom resignado “Fizemos tudo o que pudemos!” É apresentador da prova oral com Xana Alves e do programa "Alvinex" na antena 3. Desde Janeiro de 2013, "é a vida alvim" na +tvi.”
www.fernandoalvim.com

PEDRO DOMINGOS


“Actualmente está empenhado em desenvolver e promover o conceito de crowdfunding em Portugal. A sua mais recente start-up nasceu em finais de 2012, uma linda bebé que agora lhe rouba sorrisos babados sem qualquer pudor. Os seus gelados favoritos são os de fruta e quando se reformar quer ser agricultor.”
www.ppl.com.pt

PEDRO JANELA


“Pedro Janela é o CEO e fundador do WYgroup, grupo de capitais nacionais dedicado ao marketing e comunicação, cuja base de competências é o marketing digital... O que mais gosta de fazer em comunicação é juntar tecnologia e criatividade, que nos dias de hoje ganha especial relevância. O que mais gosta de fazer é empreender, e quando se reformar quer continuar a fazer o que faz hoje.”
www.wygroup.net

Mª JOÃO NOGUEIRA


“...em 1997 largou tudo para abraçar um novo projecto português na Internet. Era o Terrávista, uma comunidade que em 99 contava já mais de 100 mil marujos e marujas a produzir boa parte dos primeiros conteúdos em língua portuguesa na net. Em Dezembro de 2000 aceita o desafio de ajudar o Portal SAPO a criar as homepages e mais tarde a maior comunidade de bloggers em Portugal.”
www.jonasnuts.com

PEDRO ANICETO


“Abriu um site, faz um Podcast com mais dois indivíduos (que dá muito menos trabalho que fazê-lo a solo) e faz por sobreviver. Actualmente tem como profissão stripper num clube gay onde actua todos os dias úteis. (Mentira, é Product Manager de uma marca de informática, mas tem vergonha de contar...)”
caoepulgas.blogspot.pt

(First Ever) Programa

09:00 – Más-Vindas aos Participantes

09:45 – Abertura do WFC - Apresentação de Alberta Marques Fernandes, Madrinha do World Failurists Congress
10:00Sónia Fernandes –Comité de (des)organização do WFC
10:30Carlos Carreiras – Presidente da Câmara Municipal de Cascais
11:00 – Intervalo para descanso geral

11:15Celso Martinho – SAPO
11:45Susana Rodrigues – ESAD-IPLeiria
12:15Ricardo Diniz – ricardodiniz.com

12:45 – Intervalo para repasto geral ou para fuga de quem considerar não conseguir sobreviver à parte da tarde.

14:15 - Reabertura do WFC - Alberta Marques Fernandes, Madrinha do World Failurists Congress
14:30Fernando Alvim – Radio/Disc/Book Jockey – Antena 3 e +TVI
15:00Pedro Domingos - ppl.com.pt
15:30Pedro Janela - WYGroup
16:00 – Intervalo para descanso geral

16:30Mª João Nogueira – Blogger @ jonasnuts.com
17:00Pedro Aniceto – Product Manager
17:30 – Confissões de Falhanço por parte da audiência

18:00 – Encerramento (finalmente)
O (First Ever) WORLD FAILURISTS CONGRESS agradece o apoio das seguintes instituições e pessoas na realização do evento:

(Second Ever) Oradores

ALBERTA MARQUES FERNANDES - Madrinha e Apresentadora


Madrinha e apresentadora da primeira edição do World Failurists Congress, Alberta Marques Fernandes diz-se "Mulher, Mãe e Jornalista".
Isso é o que ela diz. Porque nós sabemos mais. Mas não dizemos. Pelo menos antes do segundo parágrafo. Que acaba, curiosamente aqui.
Gosta de caracóis, hamburguers e de redes sociais. Vá, e já é muito para os tempos que correm. Amadrinhou a primeira edição do WFC e como não aprendeu a lição, foi "entalada" para a segunda. Que promete correr pior ainda porque dividirei com ela a tremenda responsabilidade de apresentar pessoas que contarão histórias de fazer chorar as pedras da calçada. Sim, eu sou o Madrinho e poderei dizer aos meus netos "Eu já apresentei pessoas num Congresso sobre falhanço". E os meus netos ficarão tremendamente orgulhosos e perguntarão "Quem é aquele senhor ao lado da Alberta Marques Fernandes?"

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

PEDRO ANICETO - Madrinho e Orador


O primeiro contacto realizado entre o WFC e o Pedro Aniceto correu mal - convite para Orador do The (First) Ever World Failurists Congress foi prontamente aceite e foi em homenagem à sua “Se soubesse que era isto, tinha trazido um martelo” que singela ferramenta ficará para sempre associada ao WFC.
Seria de esperar que combatesse exigência de participar no The (Second Ever) World Failurists Congress mas tal também não aconteceu. Promovemo-lo a Padrinho, numa vã tentativa de o poupar a mais uma dolorosa incursão pelo mundo dos Falhanços. Prontamente se proclamou Madrinho. Retaliou-se com possibilidade de ser apresentador do evento. Aceitou. WFC, vencido e abatido por tamanha derrota, abraçou o seu desastroso destino e prontamente encomendou mais martelos.
Fará as honras da casa em conjunto com a Madrinha Alberta Marques Fernandes. Não se sabe como, mas sabe-se que será memorável. De uma forma, ou de outra.
Bênção, Madrinhos. Bênção.

AURORA CUNHA - Oradora


Make no mistake, esta Senhora, sem nunca me ter visto na vida, fez arrepiar muitos dos meus cabelos (quando ainda possuía alguns...). Eu, que fique claro... Fez parte de um lote de atletas que levou tantas vezes o nome de Portugal à glória desportiva a palmilhar algum alcatrão e muita pista em tantos pontos do globo. Tinha, no esforço da corrida, um visual "duro", mas não pode ser má pessoa porque gosta de feijoadas com um copinho de tinto e de açordas de marisco. Ergueu a Taça do Mundo em 1986 em Lisboa, perante 30.000 pessoas em delírio (e sim, eu estive lá e era um dos que gritava). Talvez tenha abandonado cedo demais a alta competição, mas foi a vida que assim quis. Para nós, no World Failurists Congress, vai ser um prazer escutar uma das Princesas do Atletismo português, Aurora Cunha.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

JOE BEST - Orador


Já confessou (publicamente) que a melhor forma de afastar vendedores insistentes é abrir a porta da rua quando está todo nu. É homem para estar três dias a pensar em como vender o conteúdo de uma lata de salsichas dando-lhe um nome estranho e do qual ninguém desconfie.
Nas longas conversas que já mantivemos, nunca usou o termo "amesendação" ou "cristalaria", o que abona bastante em seu favor.
Discordamos num único ponto, o de que as favas deveriam ser banidas de todo o Universo (e mais além) mas ele não concorda e acha que se um dia me embriagar o suficiente, me fará gostar das ditas.
Criador de coisas boas, é um relações públicas inato, de um lado ou de outro do laboratório a que por vezes chamam cozinha.
Minhas Senhoras e meus Senhores, é um enorme privilégio poder anunciar que subirá comigo ao palco do WFC um tipo com uma panela de falhanços para partilhar. José Besteiro, a.k.a. Joe Best.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

JOÃO LOPES MARTINS - Orador


Diz de si mesmo e desde que se conhece que "sempre quis ser um tipo importante". Juiz, por exemplo. Cursou Direito mas arrependeu-se assim que entrou no Curso. As primeiras empresas que deteve, vendeu-as porque, diz ele, detesta dinheiro mas acredita que o mesmo é parte da recompensa. É, neste momento o homem do leme do projecto muchBeta (que eu acho um enormíssimo nome) e é um dos pais do fenómeno "Niiiws", uma aplicação iOS (e outras plataformas) que está a alcançar um sucesso planetário. É um tipo grande mas que cabe num Smart que diz ser a sua bicicleta. Tem um tom de voz suave e por vezes em palco esquece-se de que está a falar para uma plateia grande. O que é bom porque diz não gostar de espaços com muita gente. Para mim, que já o ouvi falar às massas, vai ser um renovado prazer receber João Lopes Martins no palco do World Failurists Congress.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

MANUEL SERRÃO - Intervencionista (Via Vídeo)


A primeira actividade remunerada que teve foi a contar carros na Circunvalação. Esteve tentado a ser Engenheiro Químico mas acabou por não se deixar cair em tentação. Em vez disso é o sócio número 6635 do Futebol Clube do Porto. Licenciou-se em Direito, exerceu uma única vez (para tratar do divórcio de um amigo) e a sua filha nasceu no dia da inauguração do Estádio do Dragão. Já organizou uma festa de despedida de casado e pertence a inúmeras confrarias como a das Tripas à moda do Porto, a da Broa de Avintes, a do Sável e da Lampreia, a da Cerveja ou a da Água. Faz anos, à semelhança de toda a gente, de 365 em 365 dias, mas só festeja de cinco em cinco. Tem planeada uma dieta para quando tiver 90 anos. Não vai estar no palco da AEP mas não quis que a sua agenda lhe proporcionasse um desgosto, pelo que vai estar em video no World Failurists Congress. E apenas porque não consegue estar em dois lados ao mesmo tempo. Por enquanto.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

ALEXANDRA CAMACHO - Oradora


Começou por querer ser bailarina e arqueóloga (ao mesmo tempo) e é neste momento Formadora de Comunicação e Imagem. Sempre detestou favas (Ah GRANDE Alexandra!), mas descobriu a semana passada que afinal gosta (Porquê, Alexandra, PORQUÊ?). Sofre de "associativite" e "voluntarite" numa das suas formas mais agressivas, doença para a qual felizmente se não encontrou ainda a cura. Diz que na sala de aula os alunos dela são livres de pensar o que quiserem, mas que ali quem manda é ela. Espalhou-se ao comprido com uma empresa de CV em vídeo. Não se arrepende de ter falhado. Diz. E vem mostrá-lo a 15 de Junho no palco da AEP. Vou ter com ela uma extensa conversa sobre favas. Garanto.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

JOÃO SEABRA - Orador


Subiu a um palco pela primeira vez aos seis anos na pele de um agente de autoridade. Levou três anos a regressar porque surgiu um problema técnico e foi necessário entreter o público até as coisas se resolverem. Parece que funcionou. Ou isso. Daí até hoje fez um monte de coisas. Dizem que era diferente dos colegas da pré-primária e tem alguns projectos nacionais e internacionais da área da comédia. Fundou uma tuna mas ninguém me informou se isso foi bom ou mau. Vamos ter João Seabra no World Failurists Congress. Estamos a contar com ele caso surja algum problema técnico. O que é provável.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

FILIPE MESQUITA - Orador


Tem um irmão gémeo que nasceu no mesmo dia em que ele. Cresceram ambos, anos a fio, a fazer anos no mesmo dia (detecto aqui um padrão...). Brincaram, pintaram, esmurraram (raio dos cachopos!) e ainda hoje fazem o mesmo mas no Estúdio Criativo que criaram (rever este texto redundante), a This is Pacífica, onde coleccionam prémios e distinções várias que não enumeraremos porque não queremos chatear os senhores do site. É também Professor Auxiliar convidado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra onde lecciona num curso cujo nome levaria duas linhas a escrever e voltávamos a incomodar a malta do site, o que já sabemos não querer fazer - a disciplina de Tipografia em Meios Digitais, Gestão de Projectos e Comunicação Multimédia (eu gostava de saber como é que este nome fica nas lombadas dos dossiers...). Diz que não se leva a sério e nós também não. Meus caros, é para nós um prazer receber Filipe Mesquita na próxima edição (second ever!) do World Failurists Congress.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

NUNO PEREIRA - Orador


Teve, na minha opinião, um avô do catano. Deixava-o destruir muros que depois reconstruía. Na opinião do sábio avô, "ao menos aprende alguma coisa". Teve sempre uma secreta paixão por martelos, chaves de parafusos e serras. A sua biografia diz, na primeira linha, que nasceu. Ele acha que não, que chegou à terra numa nave espacial cheia de bicos. Não gosta de futebol e questiona porque é que as coisas têm de ser redondinhas e sem arestas. Dá aulas de skate e é designer. Desenha skates. E barcos. Desenhou o barco do Skipper Ricardo Diniz, que foi um dos mais arrepiantes oradores do primeiro World Failurists Congress. Eu arrepiei-me. Pela história e pelo testemunho dos seus falhanços. Ou então porque Ricardo Diniz subiu ao palco descalço. Um dia destes penso nisso. Temos imenso orgulho em ter um Designer no World Failurists Congress. Não sabemos bem porquê. Porventura por desenhar barcos que afundam quando batem em contentores que são caixas cheias de bicos e com arestas. Ou não. Nuno Pereira, o homem que mais vezes encontrarão a dizer "Positivo", estará connosco na AEP.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

EDUARDO SÁ - Orador


Foi, claramente, o único orador convidado que se penteou antes de ser fotografado para o cartaz deste Congresso. E isso é bastante revelador. Se bem se recordam os que tiveram a felicidade de assistir à palestra de Celso Martinho no primeiro World Failurists Congress em Cascais, ele frisou bastante o problema da estigmatização do falhanço em Portugal. Não podíamos ignorar esta chamada científica e fomos à procura de uma autoridade na matéria. Encontrámo-lo. Já estava penteado e tudo. Eduardo Sá, reputado Psicólogo, Psicanalista, Professor na Universidade de Coimbra e no ISPA em Lisboa vem explicar as dúvidas do Celso Martinho. E as nossas. Que não são poucas.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

ESCOLA DO ERRO - Catarina (11 anos) Maria João (11 anos) - Oradoras


“Vai, vai, … tu podes errar, mas erra cada vez melhor !...”
Porque a Vida é uma Escola, e o erro um motor de crescimento, aprendizagem e construção, este grupo de intervenção e investigação propõe-se fazer escola no erro: ousar errar, ensaiar o erro, aprender a olhá-lo de frente, desconstruí-lo e inventar novos olhares, saberes e “sabores” (da surpresa, do “eu sou capaz”, do “porque não?”) rumo a uma aprendizagem mais criativa, significativa, libertadora e empreendedora, sempre convocando e envolvendo o aprendente no seu processo de aprendizagem.
Integrar o erro nos processos de aprendizagem (formal e não formal) são objetivos centrais deste “movimento” que dá agora os seus primeiros passos num terreno cujas virtudes, potencialidades e “fertilidade”, pouco nos atrevemos a explorar.
Olhemo-lo de frente e erremos cada vez melhor!

PADRE JARDIM MOREIRA - Orador


Não sei (não sabe ninguém), se alguma vez o World Failurists Congress conseguirá ter no lote dos seus oradores, alguém tão qualificado para lidar com o erro, como o convidado que me toca por ora, apresentar. É sacerdote e os ecos do seu trabalho chegaram-nos por diversas vias. Dizem que se não cansa de remar contra a corrente. E a corrente é a pobreza contra a qual não desiste de lutar tendo em vista a sua erradicação da perspectiva do assistencialismo e da esmola. Diz quem sabe que não é meigo nas críticas que faz à Igreja por esta não partilhar os seus bens (eu acho que isto está a ficar ainda mais interessante...) e que demonstra a quem o quiser ouvir (e mesmo a alguns que o não querem) que pode ser perversa a associação Igreja/Estado nas IPSS. Dizem que o Padre Jardim Moreira é um poço de energia contagiante. É isso que queremos confirmar. Que Deus nos perdoe se errámos.

por Madrinho do WFC,

Pedro Aniceto

CÂNDIDA COLAÇO MONTEIRO - Oradora


Tinha o sonho de responder a um inquérito sobre o que gosta e não gosta. WFC realizou esse sonho.
Detesta pepino, melancia e favas (Madrinho ficará muito contente). Adora diospiros e cerejas.
Quando era pequena, queria ser surfista ou agricultora. Ainda ponderou a arquitectura mas ganhou o jornalismo e é hoje assessora de comunicação.
Projecto de sonho? Agricultura (viverá no campo. Ai, viverá).
Guilty pleasure? Baldar-se ao trabalho.
Diz que vai falhando q.b. na vida mas sempre com muita sorte.
Também diz que se arrepiou ao aceitar convite para ir ao WFC falar dos seus maravilhosos Falhanços.
O arrepio é todo nosso.

(Second Ever) Programa

13:30 - Recepção

14:00 - Abertura – Pedro Aniceto e Alberta Marques Fernandes

14:15 - Aurora Cunha
14:30 - Padre Jardim Moreira
14:45 - Filipe Mesquita
15:00 - Joe Best
15:15 - João Lopes Martins
15:30 - Raquel Freire – vídeo TKNT
15:35 – Intervalo com coffee-break oferecido por Delta Cafés

15:45 - João Seabra
16:00 - Alexandra Camacho
16:15 - Escola do Erro
16:30 - Nuno Pereira
16:45 - Cândida Colaço Monteiro
17:00 - Manuel Serrão (vídeo)
17:15 – Intervalo com coffee-break oferecido por Delta Cafés

17:30 - Confessionário – vídeos dos participantes gravados ao longo da tarde
18:00 - Eduardo Sá
18:15 - Nuno Markl – vídeo TKNT
18:20 - Pedro Aniceto
18:40 - Q&A
19:00 - Encerramento - Pedro Aniceto e Alberta Marques Fernandes

20:00 - Jantar de Aniversário iClub (Cufra Grill)
O (Second Ever) WORLD FAILURISTS CONGRESS agradece o apoio das seguintes instituições e pessoas na realização do evento:

Apresentadores

Lisboa (Fórum Picoas - Auditório 2)

Bairrada (Curia Tecnoparque)

(Third Ever²) Programa

10:00 | 11:00 - Recepção aos Failurists – Check-in electrónico
Auditório 2 do Fórum Picoas (SAPO) e Curia Tecnoparque, Curia.

Em Lisboa, atendimento realizado por Luís Correia.
Na Curia, por Patrícia Neves e Henrique Macedo.

Não haverá venda de bilhetes nos locais do WFC sem ser por via electrónica através da bilheteira Last2Ticket.com cujo serviço oferece a modalidade de pagamento por multibanco.
Bilheteira disponível até dia 7 de Dezembro, inclusive.

11:00 – Abertura do WFC
Abertura Lisboa por Sónia Fernandes, Fundadora do WFC
Abertura Curia por Pedro Aniceto, Padrinho do WFC

Os Oradores participarão de forma intercalada a partir de Lisboa e Curia (enquanto a ligação de internet permitir...).

11:15 - Rui Salvador (Lisboa)
11:30 - José Campos Coroa (Curia)
11:45 - Pedro Chagas Freitas (Lisboa)

12:00 | 12:15 - Intervalo

12:15 - Marisa Gomes (Curia)
12:30 - Diogo Albino e João Calado (Lisboa)
12:45 - Miguel Muñoz Duarte (Curia)

13:00 | 14:30 - Almoço

14:30 – Reabertura – Curia e Lisboa

14:45 - Ivar Corceiro (Curia)
15:00 - Fado Marialva - Manuel da Câmara, Rodrigo Pereira e Francisco Martins (Lisboa)
15:15 - Paulo Lousinha (Curia)
15:30 - Isabel Girão (Lisboa)
15:45 - Jorge Castilho (Curia)

16:00 | 16:15 - Intervalo

16:15 - Fernando Mendes (Lisboa)
16:30 - Frederico Lucas (Curia)
16:45 - Leonel Moura (Lisboa)
17:00 - Paulo Teixeira de Morais (Curia)
17:15 - Rute Sousa Vasco (Lisboa)

17:30 – Encerramento Lisboa e Curia

18:00 – Entrada de equipas de limpeza para as salas.
O (Third Ever²) WORLD FAILURISTS CONGRESS agradece o apoio das seguintes instituições e pessoas na realização do evento:

Oradores

Programa

18:30 – Recepção

18:45 – Apresentação do evento – Sónia Fernandes, Fundadora e Organizadora do World Failurists Congress

19:00 – Orador: Ludwig Krippahl – Bioquímico. A Química do Amor, desmistificada.
19:20 – Orador: João Geada – Publicitário. O Amor da Publicidade ao Amor.
19:40 – Oradora: Marta Gautier – Psicóloga, Humorista. O (des)Amor no Feminino.

20:00 – Intervalo

20:20 – Oradora: Vânia Beliz – Sexóloga. Amor ao Sexo, Sexo ao Amor.
20:40Joana Cadete Pires – ILGA PORTUGAL. Relações LGBT – Os mitos, a verdade.
21:00Fernando Alvim – Humorista, Apresentador TV e Rádio. O (des)Amor Geral por tudo, no Masculino.

21:20 – Encerramento
21:30 – WFC Out of Love – Fim.
O (OUT OF LOVE) WORLD FAILURISTS CONGRESS agradece o apoio das seguintes instituições e pessoas na realização do evento:

Local e Contactos

Para informações ou questões, por favor contacte info@wfc.pt

Acompanhe o World Failurists Congress nos seguintes sítios: